Semcult realiza reunião virtual com artistas e trabalhadores culturais

O encontro serviu para a explicação dos detalhes da Lei de Auxílio Emergencial Cultural Aldir Blanc

 

Na noite da última terça-feira, 28, foi realizada uma reunião virtual, na plataforma Google Meet, para a discussão dos detalhes da aplicação da Lei Aldir Blanc. O encontro foi realizado pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semcult), e contou com a participação do secretário de Cultura, Renato Nogueira e diversos produtores culturais do município.

 

A reunião foi realizada com o objetivo de tirar dúvidas e responder questões sobre a aplicação da Lei Aldir Blanc. O encontro durou cerca de duas horas e teve uma alta participação de artistas e representantes de diversos segmentos culturais de Socorro.

Prefeitura de Socorro prepara técnicos para aplicação da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc

A Lei está em trâmite no Congresso Nacional e aguarda sanção do presidente da República para a devida aplicação

 

A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através da Secretaria Municipal de Cultura (Semcult), vem realizando a preparação de seus profissionais, através de capacitações, para a aplicação da Lei Emergencial Cultural Aldir Blanc. A lei foi criada devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), com o objetivo de levar auxílio cultural aos estados e municípios do Brasil e aos seus artistas e profissionais da cultura. A Lei Emergencial tramita no Congresso Nacional e aguarda sanção do Presidente da República para a devida aplicação.

Visando promover a melhor utilização possível do recurso que garantirá importantes investimentos na cultura do município. O orçamento, que será recebido pela Semcult, terá como destino o auxílio dos profissionais que vivem da arte no município, a exemplo de músicos, grupos teatrais e muito mais. Para isso, a secretaria vem preparando seus técnicos, através do estudo da Lei, para que os projetos culturais possam ser feitos e devidamente encaminhados e executados.

O secretário de Cultura, Renato Nogueira, falou como será feita a aplicação dos recursos no município. “A Semcult já está preparada e desenvolvendo projetos para que seja possível a melhor aplicação dos recursos no fomento da cultura em Socorro, diante do que é proposto pela lei, de acordo com a nossa realidade”, declarou.

Desde que a lei foi proposta, os profissionais da Semcult passaram por diversos cursos e seminários preparatórios, oferecidos por fóruns nacionais para prepará-los para o encaminhamento dos recursos que serão oferecidos com a sanção da lei Aldir Blanc. É importante ressaltar que em três artigos da Lei são expostas as três categorias de envio de recursos, entre elas estão:

1 – Auxílio emergencial para os artistas e produtores culturais;
2 – Auxílio às Casas de Cultura dos municípios;
3 – Criação de editais culturais para eventos alternativos realizados pelo município e que não causem aglomerações.

Por: Janaína Costa

Secretários de Cultura da Grande Aracaju formalizam grupo de trabalho para discutirem de forma articulada aplicação da Lei Aldir Blanc em Sergipe

Foram debatidas estratégias e ideias para beneficiar as casas de Cultura e os artistas e trabalhadores envolvidos na área da cultura.

Grupo é formado por secretários da Grande Aracaju e alguns municípios do interior do estado.

Com o objetivo de debater e compartilhar posicionamentos relativos à implementação da lei Aldir Blanc em Sergipe, gestores municipais de Cultura da Grande Aracaju, e alguns municípios do interior, estão organizados em coeso Grupo de Trabalho.

Com reuniões virtuais realizadas semanalmente, o grupo vem se debruçando sobre a atualização da Lei e discutindo proposições de alinhamento para melhor aplicação dos recursos em seus municípios.

Segundo o presidente da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe Água, de São Cristóvão, e presidente do Fórum de dirigentes municipais de Cultura do Estado de Sergipe, Gaspeu, a articulação tende a otimizar a Execução da Lei. “Estamos discutindo os melhores caminhos para que os impactos sentidos pela classe artística sejam minimizados”, ressalta.

Já para o presidente da Funcaju (Fundação de Cultura e Arte de Aracaju), Luciano Correia, são os municípios que, diante de suas competências legais de atendimento à população, têm o melhor entendimento das demandas da classe artística. “É importante que os municípios conversem sobre a melhor aplicação dos recursos da Lei Aldir Blanc, porque conhecem mais a realidade e estão mais próximos das necessidades da classe artística. Há décadas que os municípios lutam por uma melhor distribuição das receitas públicas e essa lei, no âmbito da cultura, deve reparar essa injustiça histórica perpretada por estados e a União.”

Troca de experiência e proposituras

O levante das informações das políticas públicas de cada município, com o devido entendimento de cada contexto cultural, além da formalização da construção de propostas e o devido encaminhamento frente à nova Lei é, sem dúvida, o maior trunfo da formalização deste Grupo de Trabalho.

“Nós estamos apoiando uns aos outros e dialogando muito. É uma troca de experiência enriquecedora. Além disso, estamos compartilhando ideias que certamente serão muito importantes para destinarmos de forma mais assertiva os recursos que chegarão aos municípios. É um movimento municipalista considerável e que trará bons frutos para a cultura sergipana”, ressalta Renato Nogueira, secretário de Cultura de Nossa Senhora do Socorro.

Participação

O Grupo tem participação de Gaspeu Fontes e Elma Santos (São Cristóvão); Luciano Correia, Alisson Couto e Thiara Câmera (Aracaju); Renato Nogueira (Nossa Senhora do Socorro); Maria Silva e Roberto Fernandes (Barra dos Coqueiros); Maria Gardênia (Laranjeiras); Jane de Oliveira (Maruim); Palmiro Fontes (Itaporanga); Manoel Menezes (Estância); Daiane Santana (Simão Dias); Tereza Raquel (Canindé).

Prefeitura de Socorro participa de debate virtual acerca da Lei Aldir Blanc

Na manhã desta quarta-feira, 12, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através da secretaria municipal de Cultura (Semcult), participou da Live: Diálogo sobre aplicação da Lei Aldir Blanc nos municípios. O debate foi realizado através do Youtube da Prefeitura de São Cristóvão.

O evento, idealizado pela Prefeitura de São Cristóvão, teve como objetivo discutir os rumos da lei que beneficiará os artistas sergipanos e as casas de Cultura de todo o Estado, e contou com a presença do Presidente do Fórum Nacional de Cultura, Ney Carrasco, do Presidente da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), Luciano Correia, do presidente da Fundação de Cultura João Bebe Água, Gaspeu Fontes, e do secretário de Cultura de Nossa Senhora do Socorro, Renato Nogueira.